Bioimpressão volumétrica de construções complexas em segundos

Atualizado: Set 2

As tecnologias de biofabricação, incluindo os métodos de deposição usando estereolitografia, impressão por extrusão, por gotejamento e por microfluídica, estão revolucionando a criação de tecidos de engenharia complexos.


O paradigma atual da bioprinting baseia-se na deposição e montagem aditiva camada por camada de blocos de construção, normalmente filamentos ou gotas de hidrogel carregados de células, células únicas ou agregados celulares. A escalabilidade dessas tecnologias de fabricação aditiva é limitada por sua velocidade de impressão, pois os longos processos de biofabricação prejudicam a funcionalidade da célula. Ultrapassando tais limitações, é descrita a bioimpressão volumétrica de construções de tamanho anatômico, clinicamente relevantes, em um período de tempo que varia de segundos a dezenas de segundos. Uma abordagem de impressão inspirada em tomografia óptica, baseada na projeção de luz visível, é desenvolvida para gerar bioconstruções de tecidos carregados de células com alta viabilidade (> 85%) a partir de hidrogéis fotorresponsivos à base de gelatina.



Arquiteturas de forma livre, difíceis de reproduzir com o método convencional de bioimpressão, são obtidas, incluindo modelos ósseos trabeculares anatomicamente corretos com brotos angiogênicos incorporados e enxertos meniscais (figura abaixo retirado do artigo - Volumetric Bioprinting of Complex Living‐Tissue Constructs within Seconds. Este último sofre maturação in vitro, pois as células condroprogenitoras bioimpressas sintetizam a matriz de fibrocartilagem.


Volumetric Bioprinting of Complex Living‐Tissue Constructs within Seconds - https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1002/adma.201904209

A figura abaixo retirada do artigo original mostra uma visão geral do processo volumétrico de bioimpressão, mostrando A) o reservatório de gelRESIN carregado de células, conectado a uma plataforma rotativa, B) um esquema de projeções tomográficas usadas para imprimir o modelo da aurícula humana e C) uma renderização da estrutura de hidrogel impressa resultante. A inserção em (C) mostra uma estereomicrografia do hidrogel impresso real, corada com azul alciano para facilitar a visualização (tempo de impressão = 22,7 s; barra de escala = 2 mm).


Volumetric Bioprinting of Complex Living‐Tissue Constructs within Seconds - https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1002/adma.201904209

A bioimpressão volumétrica permite a criação de construções geometricamente complexas em escala de centímetros a uma velocidade de impressão sem precedentes, abrindo novos caminhos para aumentar a produção de construções baseadas em hidrogel e para sua aplicação em engenharia de tecidos e medicina regenerativa.

Artigo de referência: Volumetric Bioprinting of Complex Living‐Tissue Constructs within Seconds. Paulina Nuñez Bernal, Paul Delrot, Damien Loterie, Yang Li, Jos Malda, Christophe Moser, Riccardo Levato. https://doi.org/10.1002/adma.201904209


Gostou da matéria e quer saber mais sobre essa tecnologia?







  • LinkedIn - Círculo Branco
  • instagram
  • facebook
  • Branca ícone do YouTube
  • Spotify - Círculo Branco

BioEdTech - CNPJ 39.157.084/0001-07

Polo físico: a partir de dezembro de 2020 - STATE/SP

Contato: suporte@bioedtech.com.brchat no site

©2020 by BioEdTech - Todos direitos reservados